Carta aberta à saudade

Postado por em 30 jul, 2015 - Textos

Oi Saudade, tudo bem?

Agora posso olhar para você.

Os encontros aparentemente impossíveis, que me trazem a sua presença, se tornaram possíveis. Hoje percebo que eles existem e sempre existiram dentro de mim. Eu é que não conseguia ver.

Agora eu entendo bem que aquela sensação de estar separado e distante é completamente irreal, que quem criava essa tal distância era eu. Descobri que todos aqueles que amo vivem em mim! Basta que eu feche os meus olhos para vê-los e senti-los aqui. Assim, estou sempre em boas e lindas companhias, compartilhando meus sorrisos e lágrimas por cada momento vivido.

Quando esses encontros acontecem dentro de mim sinto que posso até sentir o abraço daqueles que carrego comigo, não importa onde eu esteja. Isso me traz a certeza de que os encontros são reais e também acontecem dentro de cada uma dessas pessoas, pois abraços são inseparáveis.

A partir deste momento, desta descoberta, ao invés de querer “matar” você, Saudade, escolho vivê-la intensamente.
Aprendi que você não afasta. Você aproxima.

Muito obrigado por existir!

Ass.: Amor Incondicional

le linee (foto de Arthur Belino)

le linee (foto de Arthur Belino)

———————————————————————————————————————————————————
Aqui deixo um presente para você!
Em meados de 2015 eu realizei um sonho especial: lancei o meu primeiro disco solo, chamado “O que se esconde por trás da vergonha”, com 14 lindas canções que nasceram simplesmente para servir e celebrar à vida. Esse disco foi o resultado de uma busca pessoal sobre todo o brilho que se esconde por trás de cada um de nossos personagens diários, investigando a beleza, a coragem, a poesia e a verdade do Ser. Baixe o disco gratuitamente em: www.arthurbelino.com.br.
———————————————————————————————————————————————————