A sua Gratidão é Verdadeira?

Postado por em 9 nov, 2016 - Textos

Nesta semana, em uma troca terapêutica, escutei a pessoa a quem atendo dizer, com certa aflição, que um amigo havia lhe mandado um texto que dizia que as pessoas deveriam sentir gratidão, palavrinha essa que entrou na moda. Sua aflição trazia a confusão de muitas vezes não conseguir sentir a tal da gratidão, mas ainda assim estar se cobrando por isso.

O ego não pode sentir gratidão porque o ego vibra sempre na falta, na falsa necessidade e no controle. Ele quer ser o autor de tudo na vida e, se ele acha que realmente é quem faz e realiza tudo, não há lógica que o faça ver sentido no gesto de agradecer. O ego está sempre pensando no próximo passo e dificilmente tem um olhar que celebra o caminho já realizado.

A gratidão é um sentimento que todos já experimentamos: presente, espontâneo, auto-suficiente e que vive permanentemente dentro de nós. É uma manifestação do inalterado estado de felicidade que somos em essência e que experimentamos quando nos sentimos fluindo como parte da própria Vida, e não separado dela.

Por isso, não tente aprender a sentir gratidão. Não se cobre e nem tente simular a gratidão. Isso não só é impossível como também é um desperdício de energia, pois o foco passa a estar na criação de momentos quase teatrais, com base em imagens que não conseguem refletir o que é o real sentir. E todos sabemos a tamanha distância de quando verdadeiramente vivemos um sentimento para os momentos em que estamos apenas, mentalmente, tentando reproduzir um ideal que, em algum momento, pareceu ser conveniente aos interesses do ego.

A real gratidão é livre e te toma por inteiro quando chega. Ela vem naturalmente. Nos instantes verdadeiros deste sentimento, o máximo que o ego pode fazer é observar. Sentir gratidão é Ser a própria gratidão. Não sobra espaço para mais nada! E isso acontece como parte de um caminho único: se conhecer e fazer escolhas que estejam alinhadas ao fluxo do seu Mestre Interior, aquele a quem muitos chamam coração.

A gratidão é o perfume da descoberta de quem somos e da confiança nos passos que nascem deste descobrir. Por isso, não viver o sentimento da gratidão pode ser um belo convite para rever e alinhar as escolhas da vida ao que se é em Verdade.

Gratidão